História do Método Pilates

Joseph Pilates.nasceu em 1883 na pequena cidade de Mönchengladbach, Alemanha e passou a adolescência praticando esportes variados. Chegou a ser lutador profissional de boxe em 1912, mas logo depois, durante a I Guerra Mundial, Pilates foi exilado em uma ilha inglesa e lá começou a trabalhar com os presos de guerra mutilados.

Toda esta vivência o levou a criar seu método revolucionário. A princípio, ele usou molas para ajudar os pacientes a se recuperarem. Mais tarde, estes objetos dariam origem aos equipamentos que hoje fazem tanto sucesso.

Em 1923, o alemão foi além e abriu seu primeiro estúdio em Nova York. Mas somente nos anos 40, com a procura de grandes bailarinos como Ruth St. Denis, Ted Shawn, Martha Graham, George Balanchine e Jerome Robbins começou o reconhecimento do método.

O fundador da prática faleceu aos 87 anos. Sua esposa, Clara Pilates, deu continuidade ao trabalho de difusão, e logo, muitos alunos seguiram seus passos e abriram seus próprios estúdios. Nos anos 70, Ron Fletcher abriu um estúdio em Los Angeles, sendo muito procurado por celebridades e esportistas lesionados, então, o método ganhou popularidade, chegando ao Brasil na década de 90.

Hoje, o método é praticado por milhões de pessoas que procuram melhor qualidade de vida.

Pilates na Gestação

Todas as gestantes devem iniciar as aulas de Pilates somente com a avaliação de seu médico.

- Fortalece o assoalho pélvico, melhorando a capacidade de estender e relaxar a musculatura com mais facilidade na hora do parto;

- previne incontinência urinária;

- prepara o corpo para as mudanças posturais (deslocamento do centro da gravidade), diminuindo a sobrecarga da coluna, evitando desconfortos musculares, como a lombalgia;

- ajuda a manter o equilibrio que pode ficar prejudicado devido à instabilidade do quadril que está se preparando para a hora do parto;

- diminui o inchaço nas articulações;

- promove rápida recuperação e cicatrização no pós parto;

- fortalecimento dos membros inferiores e superiores, facilitando na hora de amamentar, e quando carregar o bebê;

- por ser uma atividade dinâmica, possibilita uma melhora da circulação sanguínea em todo o corpo, promovendo flexibilidade e relaxamento para a futura mamãe. Um dos resultados mais visíveis é a prevenção de câimbras e inchaços nas pernas;

- segurança na execução dos exercícios, minuciosamente escolhidos, que é um dos diferenciais do Pilates;

Todos os benefícios produzidos pelo Pilates possibilita uma melhora na qualidade de vida da mãe e consequentemente do bebê.

Pilates na Melhor Idade

O Pilates é um método de exercício muito eficaz aplicado com total segurança, por se tratar de exercícios de baixo impacto, onde não há pressão sobre as articulações enquanto os movimentos são executados, tornando-o ideal para os praticantes da melhor idade.

Proporciona força muscular e resistência, aumentando o equilíbrio corporal, já que o idoso tem seu equilíbrio comprometido devido aos desvios posturais decorrentes da idade, além de estimular a produção de cálcio para os ossos que possam estar fragilizados, proporcionando lubrificação e aumento da amplitude dos movimentos para as articulações acometidas.

A prática contínua resulta em ganho de auto estima e confiança, proporcionando autonomia e independência funcionais, contribuindo para uma vida saudável.

O passar dos anos não deve ser sinônimo de incapacidade. É possível aproveitar a vida quando se está numa idade avançada. Uma ótima maneira de se fazer isso é Praticando Pilates!!!!

Joseph Pilates dizia que o condicionamento físico é o primeiro requisito para a felicidade: "Se com 30 anos você não tem flexibilidade e está fora de forma, é "velho". Se com 60 é flexível e forte, é "jovem".

 
Todos os direitos reservados a Studio Pilates Carolina Prestes